A persistência é o caminho mais curto para o sucesso PDF Imprimir E-mail
Sáb, 08 de Março de 2014 12:42

A superstição, o medo da violência e a falta de sorte são algumas desculpas que as pessoas usam para não sair de casa, ficar na concha protegidas de todo o "mal". Quando achamos que é mais confortável ficar em casa e nada fazer, abdicamos de novos sonhos.

 

Os tabus, os preconceitos e as superstições são cria­ções negativas da imaginação que só servem para influ­enciar e estagnar os fracos. A realidade é que, enquanto os medrosos ficam acuados, esperando o pior aconte­cer, os corajosos e ousados - para alguns, simplesmente, os ambiciosos - aproveitam as oportunidades que a vida oferece. A ambição faz parte do universo dos sonhos, não a ambição excessiva e destrutiva, que na realidade é só ganância, desejo de querer mais e jamais se satis­fazer. Trato aqui da ambição que conduz à ação.

 

A ambição é um desejo definido a ser realizado, é uma força, o combustível que queima por dentro. Quando alcançamos o objeto da nossa ambição, ou seja, o nosso desejo, o sonho, sentimos encantamento, satisfação e vontade de fazer o tempo parar para con­templar a esperada conquista.

 

A ganância não satisfaz, pelo contrário, a cada con­quista nos sentimos mais frustrados porque queremos mais, as conquistas parecem pequenas. A ganância nos impede de contemplar cada conquista. Existem pessoas que passam a vida querendo atingir o cume da mon­tanha, e quando chegam lá desfrutam a brisa, observam os pássaros, fincam a sua bandeira e retornam com o gosto da vitória. Outros - os gananciosos - chegam ao cume e nada vêem, estão cegos por uma outra mon­tanha mais alta, não obser­vam a conquista, não cur­tem o momento e descem correndo. Os gananciosos e os que nada fazem não sabem o que é vencer.

 

É muito importante cur­tir cada momento da vida como se fosse o último. Deixe o amanhã para ama­nhã, curta o agora, sente-se no cume da montanha e aproveite o máximo a vitó­ria, pois o melhor momento da sua vida é agora.

 

Há um preço a pagar por todo o sonho que o ser humano deseja realizar, pois nada, neste mundo, é de graça. O preço do êxito de um sonho é ousar. E a moeda para pagar esse pre­ço é a persistência. Persis­tência, essa é a palavra que simboliza o preço de um sonho. Persistir com total dedicação e concentração em seus objetivos, conseguir criar dentro de si uma chave para canalizar toda a sua energia para a realização do sonho. Manter mente e corpo alinhados, como o arco e a flecha. O pensamento precisa ter uma meta. Os sonhadores que alcançam são aqueles que persistem mais do que os outros, são os que acreditam em sua pontaria.

 

Hoje, você pode estar vivendo um momento de descrença e de desânimo, pois, inúmeras vezes, tentou realizar seu sonho e não conseguiu. Pode achar que
seu sonho é impossível. Mas tenha certeza de que você só terá chances se insistir. Lembre-se do provérbio: "Como não sabia que era impossível, ele foi lá e fez." Lembre-se de que superamos a linha do possível quan­do somos forçados a isso, nossos limites são totalmente desconhecidos até o momento em que somos postos à prova. Só progredimos quando nos libertamos e ousamos um novo horizonte.

 

Fonte: VENDA MAIS – Agosto/2007 – Pág. 55.