Fez tudo certo, mas não vendeu?
4 de fevereiro de 2019
Pare de desperdiçar orçamentos
4 de fevereiro de 2019

Ninguém imaginava que a chegada de Jully, uma cadela da raça lhasa apso, mudaria a vida do casal. Ana Carolina Vaz e Marcelo Augusto moravam em um apartamento e, quando voltavam do trabalho, sempre encontravam xixi da cachorrinha por toda parte. A situação piorou quando veio o primeiro cio, tornando a vida do casal um verdadeiro caos.

Jornais espalhados pelo apartamento e tapetes manchados de xixi. Tudo que eles queriam naquele momento era um produto que acabasse com o desconforto sem prejudicar o animal. Não encontrando, tive­ram de resolver a questão sozinhos. Então, surgiu a grande ideia: pegaram fraldas descartáveis comuns e fizeram um furo para a passagem do rabo. Pronto! Problema resolvido! “Foi o que me salvou. Deixava a pequena o dia todo de fralda”, comenta Ana Carolina.

O problema foi resolvido, mas Ana e Marcelo não pararam por aí. O trabalho para fazer o furo na fralda comum era grande, eles nem sempre acertavam o local e, muitas vezes, o resultado não era satisfatório, o que prejudicava o animal. Para o casal de empreendedores, não há nada que um pouco de criatividade e perseverança não resolvam. E, com esse pensamento, eles abriram uma empresa especializada em produtos pet, a Dog’s Gare.

Investindo na ideia

Ana e Marcelo passaram por essa situação desgastante justamente no momento em que buscavam abrir o próprio negócio. Ao pensar na possibilidade de inves­tir em um novo produto, decidiram fazer uma pes­quisa de mercado. Os resultados mostraram que existia uma demanda no mercado pet e que outras pessoas também utilizavam fraldas de criança em seus cachorros. E, a partir dessas informações, arris­caram, acreditaram e investiram nas fraldas para cães. “Fizemos a patente, desenvolvemos a marca, o layout e as embalagens”, comenta Ana.

Para alavancar a empresa, todo o capital do casal foi investido na Dog’s Care. Inclusive o emprego está­vel de ambos (ela advogada, ele arquiteto) foi abandonado para que pudessem se dedicar totalmente ao novo negócio. O processo burocrático durou dois anos, a empresa abriu em 2005 e os produtos foram lançados em 2006.

As estratégias de mercado

Desde o início, a empresa tem como estratégia o in­vestimento pesado em embalagens, publicidade e assessoria de imprensa. “Isso ajudou bastante a nos posicionarmos no mercado. Além disso, oferecemos treinamento aos representantes de nossos distribui­dores e campanhas específicas direcionadas ao consu­midor final”, comenta Ana Carolina.

Como a fralda adaptada é um produto patenteado pela Dog’s Care, nenhuma empresa oferece os mesmos benefícios e a mesma utilidade. Para os demais pro­dutos, em que existe concorrência, buscam sempre oferecer um diferencial ao consumidor, preços com­petitivos e uma melhor relação custo-benefício.

Missão cumprida

De imediato, o principal resultado foi a rápida acei­tação do produto pelo consumidor. Para Ana Carolina, o segredo está em três palavras: paixão, fé e perseverança. Outro resultado importante foi ter conseguido, em menos de um ano, lançar novos pro­dutos no mercado, também descobertos através de pesquisas.

Hoje, os produtos da Dog’s Care se encontram nas prateleiras das grandes redes pet, nos principais pet shops do Brasil e até na Europa. São dez funcionários diretos, 36 distribuidores em todo o Brasil e um em Portugal. Tudo isso para comercializar os produtos da empresa no mercado pet: as fraldas descartáveis, os tapetes higiênicos e uma caixinha para recolhimento das fezes durante o passeio com os cães.

Agora, felizes com o resultado, o principal objetivo é implantar, no Brasil, uma cultura de conscientização de higiene e posse de animais, que já é difun­dida no exterior. Para o futuro, muitos planos. “Pre­tendemos desenvolver novos produtos que facilitem o dia-a-dia de nossos consumidores e também alcan­çar o mercado externo”, almeja Ana.

Com a experiência que possui, ela acredita que ser empreendedor é buscar oportunidade, ter inicia­tiva, ser persistente, otimista, comprometido, curioso e acreditar em si. “Somos capazes de ser e fazer tudo que queremos, mas nada se conquista sem esforços ou por acaso”, afirma.

Fonte: VENDA MAIS – Dezembro/2011 – Pág. 70 a 71.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ADQUIRA